Arctic Monkeys, do subúrbio de Londres para o mundo

De tantas bandas e cantores, eu fiquei em dúvida entre três bandas que são indispensáveis. Foi muito difícil escolher, mas eu acabei entre a que está no  auge e que eu tenho certeza que vai gostar, então prepare espaço no seu cartão de memória porque eu te apresento a sua próxima banda favorita. Arctic Monkeys, certamente alguém que você conheça já te falou deles, é uma das bandas que vem dominando o cenário indie, eu poderia ficar um ano inteiro ouvindo e não enjoaria nenhum pouquinho. Do mesmo país dos Beatles, a banda nasce quando os vizinhos Alex Turner e Jamie Cook ganham suas guitarras no natal de 2001 e cá pra nós foi uma das melhores coisas que o bom velhinho fez. E junto com seus colegas de escola Andy Nicholson, no baixo, e Matt Helders, na bateria formaram a banda bang bang onde faziam diversos covers de bandas como Led Zeppelin e a preferida do Turner, Payback do James Brown. Os primeiros desafios da banda vieram cedo: O vocal, o ritmo e a letra. Entre os covers do James Brown e as tentativas de adaptação com o Soul a banda adotou o Indie, isso também graças ao Jamie que era um fã do ritmo que vinha com tudo com os The Strokes e Oasis e ainda os The Smith e Queen of the Stone Age. Cinco meses após a formação da banda, agora eles procuravam o vocal que até então era improvisada por Glyn Jones, já que Turner dizia que não gostar da própria voz (como assim?). Mas mesmo assim um tempo depois assumiu o vocal. O nome também foi modificado de Bang bang para Arctic monkeys que foi passada de geração em geração como uma receita de bolo na família do Matt . Tudo certo agora? Na verdade não, ainda faltavam as letras. O que eles iriam cantar? Covers? É, e passaram assim por quase dois anos porque não tinham as letras, na verdade eles só não sabiam que tinham letras, isso mesmo o Turner escrevia, mas em segredo. Jonh Cooper, segundo o próprio Turner, serve de inspiração para suas letras. Em 2003 a banda fez seu primeiro show, numa casa no centro de Sheffield, após várias apresentações as músicas começaram a se popularizar pela região. A banda gravou um disco demo em 2003 que foi distribuído entre os fãs, porém bem limitado. Os fãs por sua vez disponibilizaram cópias pela internet divulgando a banda. Ainda criaram um perfil na rede social “MySpace” sem que a banda soubesse. O primeiro álbum, lançado em 2006 “Whatever People Say I Am, That’s What I’m Not” Fez tanto sucesso que no primeiro dia já ultrapassava a soma de todos os outros álbuns do top 20 do país. O álbum ainda ganhou o Mercury Music Prize. Ainda em 2006, o fotografo Mark Bull registrou o show feito numa casa de show em Los Angeles e esse foi o primeiro videoclipe oficial da banda o da música fake tales of San Francisco. Confiram:

No mesmo ano também lançaram o Ep com cinco faixas intitulado : “Who the Fuck Are Arctic Monkeys? “ Que também apresentou altas vendas, mas o ‘linguajar sujo’ nas canções diminuiu as execuções na rádio, o que não abalou nem um pouco a banda. Após o EP, Andy deixou a banda e foi substituído pelo novo baixista, que já o substituía em turnês nos EUA, Nick O’Malley. Em 2007  foi lançado o álbum “Favourite Worst Nightmare” que traziam além de alguns outros os singles Brianstorm, Flourescente Adolescente e Teddy Picker. Álbum que logo chegou no topo das paradas britânicas. É um dos álbuns mais populares ainda hoje e as três músicas chegaram ao top dez das mais tocadas na Inglaterra. Em 2008, o caderno com as composições do Tuner foi roubado, o que atrasou a gravação do terceiro álbum. Segundo ele, ao tentar lembrar as letras acabava criando musicas novas, o que fez desse álbum um trabalho único. No final de 2008, a banda começou a gravar Humbug que foi lançado em agosto do ano seguinte. Em 2011 outro álbum foi lançado Suck it and See. Em 2012 foi lançada a música R U Mine? . E ainda em 2012 abriram show da banda The Black Keys, tocou na cerimônia de abertura dos Jogos olímpicos de Londes. Em 2013 foi lançado AM o álbum mais recente da banda, este fez a banda ganhar os prêmios de melhor grupo e melhor disco do ano no Bit Awards. Além de tudo isso, o Turner é considerado um dos 50 melhores letristas do mundo. Imagem Na ordem: Matt Helders,  Jamie Cook,  Alex Turner e Nick O’Malley. Mas bem melhor que escrever/ler é ouvir a banda, iria selecionar as minhas músicas favoritas mas como são todas foi melhor selecionar os álbuns. AM:

Favourite Worst Nightmare:

Whatever people say I am that’s what I’m not (Não, não é o Adam Sandler)

Então é isso, espero que tenham gostado da banda. Amem com toda a força e até a próxima. Yasmin.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s