O sufoco

Pois bem, já estamos na reta final de mais um ano.

Mas, acredite, não é um ano qualquer.

É o ano que sempre fantasiei, sonhei, maquiei, pintei, fantasiei e guardei.

O ano que me trouxe a idade e momento sonhado.

Opa, mas não foi tão bom quanto eu imaginei.

Esse ano, apesar de levar muito de mim, me deu muito – coisas incríveis.

Mas me vejo um tanto… sufocada.

Sufocada pela necessidade de uma decisão, sufocada pelo momento e sufocada pela realidade de não ser o que pensei tanto.

Não, não posso dizer que seja de um todo ruim, mas… iludiu um pouco, sabe?

Mais uma vez, a vida brinca comigo. Me vira de cabeça para baixo e me mostra que nunca é o que a gente espera.

Mas tudo bem, como sempre digo, faz parte!

Acontece que a gente sempre espera muito de coisas que, muitas vezes, não tem o que esperar. Pode não ser só mais um ano, mas não há a garantia que será o tal ano.

E… por que tem que ser?

Tem muito o que viver ainda, né?

Vamos lá.

 

 

Mila.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s